quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Resenha: Mago Aprendiz

Olá meus amores, como vocês estão? Sei que estou meio sumida, me perdoem!
Hoje trago a resenha de um livro fantástico. Um leitura épica, que nos faz querer os outros livros. Então vamos lá? Vamos conhecer um pouco mais sobre o livro e o que eu achei?


Nome: Mago Aprendiz
Autor: Raymond E. Feist
Nº de páginas: 432
Editora: Saída de Emergência
Classificação:
Recomendo





Sinopse: Na fronteira do Reino das Ilhas existe uma vila tranquila chamada Crydee. É lá que vive Pug, um órfão franzino que sonha ser um guerreiro destemido ao serviço do rei. Mas a vida dá voltas e Pug acaba se tornando aprendiz do misterioso mago Kulgan. Nesse dia, o destino de dois mundos altera-se para sempre. Com sua coragem, Pug conquista um lugar na corte e no coração de uma princesa, mas subitamente a paz do reino é desfeita por misteriosos inimigos que devastam cidade após cidade. Ele, então, é arrastado para o conflito e, sem saber, inicia uma odisseia pelo desconhecido: terá de dominar os poderes inimagináveis de uma nova e estranha forma de magia… ou morrer. Mago é uma aventura sem igual, uma viagem por reinos distantes e ilhas misteriosas, onde conhecemos culturas exóticas, aprendemos a amar e descobrimos o verdadeiro valor da amizade. E, no fim, tudo será decidido na derradeira batalha entre as forças da Ordem e do Caos
(skoob)


Resenha:

Como já sabemos esse é o primeiro livro de uma série e todo livro que trata sobre Terra-Média o começo é rico em detalhes, para a partir do próximo já conhecemos o ambiente, os personagens e o quanto eles vão evoluindo ou não, conforme a estória se desenrola. Quando estava no meio da leitura, não consegui deixar de notar, que os lugares que o autor descreveu, me lembrou muito O Senhor dos Anéis e As Crônicas de Gelo e Fogo. A forma como eu já tinha sobre o cenário em mente, tornou tudo mais real. Parecia que estava convivendo com os personagens!

Nesse primeiro livro somos apresentados ao Pug, um menino órfão que tem o sonho de participar em ser um guerreiro para ajudar o rei. Só que seus planos mudam drasticamente quando, ninguém escolhe ele para as funções do reino. Aproveitando essa oportunidade o mago do reino pede ao rei que Pug seja o seu aprendiz, assim sendo, Pug se torna aprendiz do misterioso mago Kulgan. E é a partir daí que a estória começa a se desenrolar, depois de ouvir a notícia que um navio tinha sido naufragado na baía, Pug e seu amigo Tomas vão até lá por curiosidade, para ver se encontra alguma coisa útil para o rei. E é nesse momento que eles descobrem seres que nunca tinham visto antes e passam a entender, existem mais mistérios do que possa imaginar!




" - A magia, por natureza, é instável. Ás vezes, um feitiço se deforma - não sabemos o motivo - a tal ponto que... rompe a estrutura do mundo. Por breves instantes, surge um portal e forma-se uma passagem para... outro lugar. Sabe-se pouco a respeito dessas ocorrências, excetuando o fato de que envolvem descargas gigantescas de energia."
Kulgan página: 111

Gosto muito de fantasia épica, tem tudo o que você possa imaginar: Elfos, Reinos, Dragões, Anões, Magos e um cenário lindo a sua volta. Nesse primeiro livro temos muito disso, passamos a conhecer cada espécie que existe nesse mundo que o autor inventou. E os detalhes que ele elaborou, como já assisti O Senhor dos Anéis, muitas dos lugares que ele descreveu, consegui visualizar como era. E isso é fantástico.

Pug é um garoto sensacional e tem poderes que você até desconfia que ele realmente possa se tornar um Mago um dia. Cada personagem desse livro, tem uma característica única, que nos faz ficar encantados com eles. A evolução que acontece aos poucos é espantosa, achava que só iria ver essa evolução de personagens no segundo, mas logo no primeiro isso está em peso. Você não acredita quando acaba o livro, que aquelas crianças do começo estão muito, mas muito diferentes no final, é extraordinário! 




"Os magos são considerados jovens e inexperientes aos trinta anos, mas em outro ofício qualquer os trinta marcam a passagem para artesão ou mestre(...)"
Kulgan página 57

E a guerra? É só o começo, conhecemos o inimigo, temos uma base sobre ele, e ao mesmo tempo, a guerra. O conflito de se sentir ameaçado! As estratégias de batalha, as surpresas que se apresentam no meio do caminho, você fica pasmo com tudo! Não conseguia desgrudar os dedos do livro, sempre que parava de ler, para respirar eu pensava: "Não, mas quero saber o que vai acontecer agora. O que tal personagem vai fazer agora. Isso não pode estar acontecendo." 

Essas foram as reações que senti ao decorrer da leitura, só que multiplicado por dez. Quero muito a continuação, pois é aonde sei que terá mais guerra, conflitos, personagens evoluindo muito mais! Para quem gosta de fantasia épica recomendo muito ler esse livro, é algo novo e totalmente diferente do que você já viu por aí!

Beijos



Um comentário:

  1. Oii Aninha
    adorei a resenha o livro parece ser bem legal mesmo
    não tenho nenhum livro dessa editora vou tentar a parceria
    bjoos

    Leitoras de Chocolate

    ResponderExcluir