segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Resenha: Minhas Lembranças

Olá meus lindos, como vocês estão? Espero que bem!
Bora para mais uma resenha? E essa eu tenho que pedir miiil desculpas para a Juh, pois demorei horrores para faze-la. Que vergonha, mais aqui está ela, e se preparem, pois a resenha será feita com muito amor, pois adorei o livro, e é um dos meus favoritos :)

Nome: Minhas Lembranças
Autor: Juliana Ferreira
Nº de páginas: 153
Editora: Lexia
Classificação:







Sinopse: Quando Ônix perde seus pais em um acidente na estrada principal da Dinamarca a caminho da comemoração da sua formatura, ela não sabia que poderia sentir o que sentiu. Culpava a si mesma por ter causado aquele desastre e o pior se lamentava por não ter dado o devido valor aos seus pais. Mas já era tarde demais. Seus tios de criação ficam cientes do acidente e então convidam Ônix para morar com eles no interior de Londres. Apesar de estar confusa e muito mal, Ônix se dá a oportunidade de reviver. E fazendo isso ela encontra com o seu velho amigo de infância. Calebe fez Ônix esquecer da sua própria dor assim que ela olhou aqueles olhos verdes melancólicos. Descobrindo o porquê da melancolia Ônix soube que aquele sentimento de amizade já não poderia ser mais chamado de amizade. Um livro baseado em fatos reais.

Resenha

Apaixonante.  Só posso descrever o livro com uma palavra que na minha opinião, é a mais adequada de todas. Quando recebi o livro, nunca imaginei que iria pegá-lo, em um dia e a leitura ser tão fascinante e fluida, que noutro já tinha terminado. E o mais impressionante, eu queria mais. Muito mais, chegou no final eu vi a minha decepção de ter já chegado ali, e querendo mais Calebe, Ônix e suas histórias. Pena que o livro é tão fino.

Ônix perde os seus pais, e sem chão agora, por ter perdido sua família, que ela não deu muito valor, ela fica perdida. Quando é convidada a morar com seus tios de criação, ela vai, pois sua casa ficou muito mais triste com sua perda. Achando que ninguém poderia sentir dor pior que sua, Ônix se vê impressionada de reencontrar seu amigo de infância Calebe, e a tristeza em seus olhos. Por que a tristeza? O que há de errado? E quando isso a faz esquecer a sua própria dor, é que os sentimentos mudam.


Com uma pitada de sobrenatural o primeiro romance de Juliana, nos faz dar um choque de realidade. O quanto amamos os nossos pais? O quanto eles estiveram do nosso lado, e por mais que gostamos, sempre brigamos, sempre estamos discutindo e nem sempre lhe damos o devido valor, o devido respeito. É um livro que me fez pensar nas atitudes que tenho com os meus pais, e perceber que algumas atitudes minhas são erradas, e quando acontecer alguma coisa com eles, e eu porventura perde-los, sei que vou me sentir muito culpada e com remorço, como a Ônix.


Encantador. Eu me apaixonei de verdade pelos dois personagens. Tanto a Ônix, quanto Calebe tem um lugar no meu coração. Não tem como não lembrar da estória dos dois. Os segredos, a forma que esses segredos foram colocados, e da forma que foram realizados. É um livro triste, o final me cortou o coração, eu fiquei me perguntando "Por quê este final?". Ai percebi que se o final não fosse este, o livro não teria sentido. Como disse é triste, mas te passa uma mensagem boa, o romance que tem no livro é de muito amor mesmo, daqueles são almas gêmeas!


Eu senti em mim, com a leitura deste livro uma mudança grande. Ele me transmitiu uma sensação de paz e me fez perceber alguns pontos que eu antes considerava, que era normal. Só posso dizer que me encantei, me apaixonei, e fiquei tão triste por ser fino. Gostaria de qualquer jeito ter mais do livro, ter mais das páginas que curti tanto ler.

Quero agradecer a Ju, por confia no blog, e por dar essa oportunidade para que eu pudesse ler. Adorei Juh, simplesmente lindo o livro. Parabéns.

"Depois que você perde tudo, o que resta para sentir? Não sei onde estou com a minha cabeça, realmente estou ficando louca, e espero que por algum milagre esse tempo me faça ser uma pessoa melhor."
Ônix página: 11

"Certa vez, li em um pequeno papel no colegial que o significado da felicidade não é ter significado, a felicidade assim como o amor, não tem o porquê de se explicar, basta sentir e estaremos contentes."
Diário da mãe de Ônix página: 45

Espero que tenham gostado gente!
Beijos

12 comentários:

  1. Obrigada por essa resenha, Ana! Fiquei muito feliz que o livro passou a mensagem que quis. Os nossos pais são importantes, e devemos dar valor à eles.

    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juh sua linda, obrigada você por me dar essa oportunidade!!
      Eu ameei pena que é tão curtinho, e cara chorei no livro rsrs'.
      Sim os pais são importantes e nem damos muito valor a eles, e graças a seu livro pude perceber que não era a filha certinha rsrs'
      Obrigada mais uma vez por uma leitura maravilhosa <3
      Beijos sua linda!!

      Excluir
  2. Oi flor!
    Aaah, impossível não ver o coração maravilhoso da Juh em seus livros. Apesar de ter lido só um deles (O amor dá uma segunda chance), só em ler sua resenha consigo sentir a pureza dos personagens e a força do tema no desenvolvimento!

    É muito bom encontrar escritores que transmitem parte de seu coração nas suas obras!
    Adorei!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jeh, esse é um dos primeiros livros que quero ler da Juh, e quero muito ler O amor dá uma segunda chance, está na minha lista para comprar <o/
      Sim amo quando os autores conseguem colocar um pouco dele nos livros, e a Juh sabe fazer isso <3
      Beijos sua linda

      Excluir
  3. Oi!
    Nossa, percebi que o livro te agradou mesmo, hein?! ><
    Isso é muito bom.
    Eu conheço o livro, já li a sinopse, e fiquei curioso. Somente isso. Não é um livro que eu necessito rapidamente. Apenas o leria por curiosidade.
    Enfim, parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lê!
      Me agradou demais, me emocionou demais, e me deixou encantada querendo mais <o/ rsrs'
      Acho que quando vc ler, perigoso gostar bastante :D
      Beijos seu lindo

      Excluir
  4. Oi, Ana!
    Não conhecia o livro, mas pude perceber que você ficou extremamente encantada com ele. Isso é ótimo! Fiquei curiosa para conhecer essa história depois de tantos elogios.
    Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jeni!
      Amei o livro, ai se fica falando muito eu me emociono só de pensar nele rsrs'
      Tenho certeza que você vai gostar, viu??
      Beijos sua linda

      Excluir
  5. As fotos ficaram lindas. Adorei a resenha assim sendo intercalada pelas fotos. Não conhecia esse livro. No momento não estou para ler esses livros assim, que acabei de ler um bem nesse estilo e gosto de intercalar, mas quem sabe mais pra frente.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sil, estou adorando fazer resenha, com fotos intercaladas sabe? Acho que aproxima mais da verdade, por exemplo quando eu tiro foto com meus bichinhos de pelucia é por que amei de paixão, e quando é aleatorio, só gostei :D
      Acho que se vc lesse mais pra frente iria gostar bastante!!
      Beijos sua linda

      Excluir
  6. É ótimo quando um livro deixa alguma sensação em nós, mesmo que essa seja ruim. Por exemplo, no livro ocorreu uma triação e vc ficou com ódio, acho que até isso é importante, pois o autor conseguiu passar o sentimento.

    Adorei sua resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lú! Isso mesmo, faz com que nós estejamos na estória, que vivenciamos, eu adoro quando isso acontece sabe?? Torna mais verdadeira para mim :D
      Beijos sua linda

      Excluir