sexta-feira, 20 de julho de 2012

Resenha do Livro: Para Sempre

Olá meus amores como vocês estão? Espero que bem :)
Eu estou acidentada, mentira gente, só estou com o braço um pouco doendo pois fui tirar sangue \õ/. E agora fiquei sabendo que odeio fazer isso, acho que a tiazinha queria me matar não é possível.
Mas tudo bem, não é disso que vim falar hoje e sim de resenha. Todos comemorem, se bem que esta resenha vai ser daquelas, não é mesmo? rsrs'

Nome: Para Sempre - Imortais1#
Autor: Alyson Noel
Nº de páginas: 304
Editora: Intrínseca
Classificação:






Sinopse: Ever Bloom tinha uma vida perfeita: era uma garota popular, acabara de se tornar líder de torcida do principal time da escola e morava numa casa maravilhosa, com o pai, a mãe, uma irmãzinha e a cadela Buttercup. Nada no mundo parecia capaz de interferir em sua felicidade, o céu era o limite! Até que um desastre de automóvel transformou tudo em um pesadelo angustiante.

Ever perdeu toda a sua família. Mudou de cidade, de escola, de amigos, e agora, além de todas essas transformações em sua vida, ela precisa aprender a conviver com uma realidade insuportável: após o acidente, ela adquiriu dons especiais. Ever enxerga a aura das outras pessoas, pode ouvir seus pensamentos e, com um simples toque, é capaz de conhecer a vida inteira de alguém.

É insuportável. Ela foge do contato humano, esconde-se sob um capuz e não tira dos ouvidos os fones do i-pod, cujo som alto encobre o som das mentes a seu redor. Até que surge Damen. Tudo parece cessar quando ele se aproxima. Só ele consegue calar as vozes que a perturbam tão intensamente. Ever não entende o porquê disso, mas é incapaz de resistir à paz que ele lhe proporciona, à sensação de, novamente, ser uma pessoa normal. Ela não faz ideia de quem ou o quê Damen realmente é. Sua única certeza é estar cada vez mais envolvida... E apaixonada.

Resenha:

Vamos dizer que não fiquei assim tanto esperançosa com esta série. Afinal, tinha lido muitas resenhas, e até mesmo visto muitas pessoas desistirem de ir até o final, ou seja, ou eu poderia me decepcionar, ou amar. Era isso ou nada rsrs'. E vou confessar, estava me esforçando ao máximo para achar que era bom, nem ótimo, nem ruim, apenas bom. E bem, foi isso. Achei o primeiro livro da série muito bom. Muito mais do que estava esperando.

Ever era uma garota de vida perfeita, tinha pais maravilhosos, uma irmã meio irritante que ela amava, até um cachorro. Era popular na sua escola, e além disso acaba de se tornar líder de torcida. O que pode acontecer, para mudar essa vida? Simples, um acidente, onde toda sua família morre, e ela é a única que sobrevive. Além de ter uma dor terrível pela morte de seus país, e se sentir culpada, ela terá que se mudar de cidade, e ir morar com a sua tia. Para completar tudo isso, ela passa a ter dons especiais, passa a escutar cada pensamento das pessoas, e ver suas áureas. E fora isso, consegue ver sua irmã morta. Coisa básica não? É eu também achei. Só que tudo parece se tornar "normal" para ela, quando Damen está por perto. As vozes param, e ela sente uma completa paz, e Ever não sabe do porquê disso, e tem que tomar muito cuidado, pois se vê a cada dia, cada instante envolvida mais e mais com esse misterioso Damen.

Vou confessar que a estória em si me chamou a atenção no começo, mas sabe quando você não está tão afim assim de ler? E olhem que olho está série deste o ano passado, mais nunca surgiu uma vontade assim, enorme para ler ela inteira, sempre deixava para outra ocasião. Ai quando surgiu aquelas promoções doidas no Submarino, e está série estava em promoção, resolvi pegar não é mesmo? E quando estava tendo problemas na minha internet, resolvi pega-lo, para ler. E foi uma grande surpresa.

" O olhar que faz a gente derreter, o toque que faz a gente formigar, a voz que silencia o mundo..." - Ever página: 41

Para saber o que a Ever passa temos que estar na pele dela, ou seja, se tornar a Ever, ou passar por uma situação parecida. Ela se sente arrasada pelos pais mortos, queria que fosse ela no lugar deles, queria que sua irmãzinha tivesse uma vida pela frente, mas essa lamentação dela as vezes chega a dar nos nervos, mas quando você acha que ela vai continuar com isso, para. E depois volta, uma coisa irritante isso sim. Mas eu gostei, pois por trás desta irritante lamentação, não sabíamos do por quê ela se sentir culpada, e fica este mistério, só no final que entendemos, e acho que ela não era culpada.

Ever tem dois melhores amigos, Miles que é gay, mais uma fofura, e Haven a amiga gótica dela. Vou dizer que entre esses dois amigos, prefiro muito mais o Miles, além de ser super engraçado, ele de forma alguma, tenta se separar de Ever por descobrir que ela está apaixonada por certa pessoa, já Haven, eu não sei do por quê, não fui muito com a cara dela, e tenho a certeza que ainda vai apronta muito com a Ever. Fora o fato de ser amiga, ela também sente inveja, uma coisa que na minha humilde opinião, não é muito boa numa amizade.

Mais dois personagens que eu amei nesta estória foi Riley Bloom e Damen Auguste. Riley por ser uma irmã muito travessa, mas ao mesmo tempo super engraçada. Sabendo que poderia ficar sem ir pro céu, mesmo assim está do lado da irmã e investigando coisas para ela, por exemplo seguir tais pessoas. E claro, sempre conseguir dar sustos na irmã. Ela queria ter vivido, queria se tornar uma adolescente, queria ter a vida dela, e por isso ainda não seguiu pro "caminho da luz", e isso faz para mim, ficar as coisas tristes. Outra coisa que não gostei, queria que pelo menos está personagem fosse ter uma vida, sabe? Damen Auguste. O cara misterioso. Não sei, mas acho que tenho uma "queda", por caras misteriosos. Além de ele ser lindo, é um fofo. E eu ri muito das partes que ele faz ciúmes na Ever, e sempre está aparecendo onde não foi convidado. A forma inesperada que esse relacionamento surge, é tão incrível que faz eu querer ter um assim, mas vamos nos conformar não é mesmo, Ana?

"Pois é isso que tanto me encanta em Damen. Ele é uma espécie de botão de off. A única pessoa cuja mente não consigo ler, a única capaz de silenciar os ruídos que vêm de fora." - Ever página: 75

Além de ter romance, tem mistério. E nisso tudo, tem uma grande lição, o amor entre uma irmã a outra, o amor de uma família, o elo de uma amizade. E sem dúvidas alguma, a superação de uma grande tragedia. Fiquei comovida com a estória, envolvida, talvez seja a palavra certa. Com certeza vou terminar de ler está série, mas não vou com tantas expectativas, afinal uma hora posso me decepcionar. Quem quer ler está série, recomendo ir ler com os pés no chão, criar muitas expectativas pode dar uma grande queda, vamos com calma não é?

E ah gente antes que eu me esqueça. Feliz dia do Amigo pessoal ♥
E ai gostaram? Espero que sim :)
Comeentem hein?
Beijos

3 comentários:

  1. Ah, eu não tenho lá muita vontade de ler essa série não, assim como você já li comentários positivos e negativos, acho que é tudo ou nada.

    E como eu não estou muito afim de começar a ler e depois acabar não gostando e abandonar é melhor nem começar rs'

    Feliz Dia Do Amigo!

    Beijo;*
    Naty.

    ResponderExcluir
  2. ana!!! :D
    não sei por que, mas não tenho muita vontade de ler essa série. acho que foi por ver muuuito comentario negativo muito tempo, sabe?
    bom saber que você gostou, mesmo assim!
    feliz dia do amigooo, linda!
    =**

    ResponderExcluir
  3. Ah, eu amo esse livro e já li quase todas as continuações da saga! No começo, achei que não iria gostar.. mas depois que você começa, você vai se envolvendo e gostando tanto da personagem, quanto da história.É perfeito para aquelas meninas que são românticas e adoram um mistério, pois a protagonista é mediúnica.Super recomendo!

    ResponderExcluir